A minha Caracoleira (Vigna caracalla) tem este ano as suas melhores florações até à data. A planta tem 3 ou 4 anos desde que nasceu de semente.
É uma trepadeira originária da América Central e América do Sul Tropical e adapta-se com alguma facilidade ao nosso país desde que seja plantada em áreas que não estejam sujeitas a fortes geadas. Nesses casos as plantas devem ser resguardadas ou protegidas em casa ou numa estufa.
O nome da planta tem origem na palavra portuguesa ‘Caracol’ e Thomas Jefferson chamava-lhe o feijoeiro mais bonito do mundo.
As flores vão do branco ao púrpura ficando amareladas quando amadurecem. São muito perfumadas. As flores fecundadas dão origem a uma vagem onde crescem as sementes. Estas sementes podem ser facilmente germinadas ou podemos obter novas plantas por estacas da planta mãe.
As plantas gostam de bastante sol e de solo sempre húmido. Depois de estabelecidas, crescem rapidamente. 
A Vigna caracalla é a verdadeira Vinha Caracoleira, existe uma planta semelhante e muitas vezes também chamada de Vigna caracalla, mas o seu verdadeiro nome é Phaseolus giganteus. Esta última planta tem a mesma aparência que a Vigna caracalla, mas as flores crescem individualmente, em vez de crescerem em pequenos cachos, a cor é roxo pálido em vez dos vários tons de branco ao púrpura e a Phaseolus giganteus não é perfumada.