Um bonito e enorme Ficus. Tronco e raízes na foto abaixo.
(Clique nas fotos para ampliar)
O primeiro passeio que fiz no Panamá revelou-se logo prometedor. Estava onde queria estar. Na parte antiga da cidade onde se encontram as ruínas da primeira cidade ali a ser construída, estavam também árvores seculares e, nos seus ramos, plantas epífitas como nunca tinha visto. Fetos, musgos, bromélias, tillandsias e orquídeas viviam em grandes quantidades nos ramos dessas árvores magnificamente instaladas. 
Das orquídeas que vi, saltaram-me à vista os géneros Catasetum e Brassavola.
Uma maravilha.

Ao longe uma árvore parecia dourada. Ao perto estava cheia de botões cor de laranja.

Uma das minhas favoritas e que tenho em minha casa há mais de 20 anos, a Tradescantia pallida, aqui a crescer selvagem entre as rochas.

Fetos e musgos a crescer nas árvores.

Tillandsias e orquídeas também nos ramos altos das árvores.

(acima) Conseguem ver o Catasetum?
(em baixo) Brassavola