É
claro que fiquei bastante curioso ao saber que a conhecida antropóloga Jane
Goodall tinha escrito um livro sobre plantas. Não é um livro sobre jardinagem
nem sobre botânica, artes que a própria afirma que não domina. Então porquê um
livro sobre plantas?
Este
é um livro escrito pela naturalista Jane Goodall e a mesma admite que, desde sempre,
sente um fascínio e uma grande admiração pelo mundo das plantas. O jardim da
casa de família é uma memória constante e as plantas trazem-lhe recordações dos
seus familiares, alguns já desaparecidos. As árvores são seres que a fascinam e
as florestas lugares mágicos que deveriam ser respeitados e venerados pela sua
importância para o nosso planeta. A história do mundo vegetal está cheia de
episódios e de personagens interessantes e os seus legados são recordados pela
autora neste livro.
As
suas experiências nas florestas onde estudou os primatas, nos jardins botânicos
e em jardins de todo o mundo, plantas raras e misteriosas, plantas que nos
podem curar e outras que nos podem ser fatais. São assuntos muito
diversificados os abordados neste livro. A autora usa uma escrita simples e
consegue despertar o interesse do leitor como uma boa professora ou alguém que
sabe contar uma história.
A
última parte deste livro é dedicado à ecologia e a assuntos sérios sobre as
plantações, o cultivo em massa de alimentos, os organismos geneticamente
modificados e o futuro da agricultura e do nosso planeta. A autora apresenta
factos e oferece a sua opinião numa mensagem positiva e cheia de esperança.
Uma
obra muito interessante e uma boa leitura que aconselho a todos.