No terceiro dia de viagem visitámos o Jardim Mae Fa Luang. O jardim situa-se no sopé da montanha Doi Tung no lugar onde até não há muito tempo ficava a aldeia Akha de Pakluay. A aldeia era super povoada, não tinha condições sanitárias e era uma rota das caravanas de ópio, tráfico de heroína e de armas.
Srinakarindra, a Princesa mãe, acordou a mudança da aldeia para um lugar perto mas com melhores condições, entre elas, ruas pavimentadas, água canalizada e electricidade. No sopé da montanha construiu com os seus próprios fundos uma casa para si, a Doi Tung Royal Villa. Em frente à que viria a ser a sua habitação mais querida na Tailândia, mandou construir um jardim de clima temperado para que o povo tailandês que não viaja pudesse usufruir e conhecer um jardim diferente.
O tema principal do jardim é a cor e este está dividido em várias zonas temáticas que vos irei mostrar nos próximos textos. 
O jardim com vários canteiros floridos e com muita cor. Ao centro, a estátua mandada fazer pela princesa mãe com o nome de “Continuidade”.
Um gecko gigante e feito de trapos coloridos…
Uma estufa cheia de orquídeas sapatinho (Paphiopedilum).
Bonita topiaria.
Uma zona de bromélias.
“Continuidade”