Este é o terceiro ano de floração desta Stanhopea que cultivo todo o ano no exterior, protegida unicamente por uma rede de sombra. Este é também o ano com a maior floração – 4 hastes florais – e o ano em que floresce mais cedo do que o habitual. Normalmente tem florido sempre no final de Setembro e este ano a meio de Agosto abriu a primeira haste. Hoje abriu a segunda haste, a terceira está quase aberta e a quarta demorará mais uma ou duas semanas até abrir as suas flores agradavelmente perfumadas.

Esta espécie é originária da América Central e pode ser encontrada a crescer nas árvores ou nas encostas rochosas das florestas nebulosas a altitudes até os 2700 m em países como El Salvador, Honduras, Guatemala e México.

Esta minha planta está num cesto de arame com um forro de fibra de coco onde fiz alguns buracos com cerca de 6cm de diâmetro para as flores poderem sair pelo substrato. Este é composto por uma mistura para orquídeas epífitas à qual junto musgo de esfagno.

Esta planta gosta de ter as raízes húmidas (sem estarem demasiado molhadas) e de uma fertilização de 2 x por mês.

Pode levar algum tempo a iniciar as suas florações mas depois repete-as anualmente. Esta minha planta deu duas hastes em 2015 e uma em 2016.