Uma Coelogyne muito bonita adequada para todos, mesmo os que têm pouco espaço.

É uma orquídea asiática que cresce agarrada aos ramos das árvores.

Cultivo a minha num pequeno vaso de plástico com casca de pinheiro e fibra de coco. A planta gosta de sair do vaso e ficar pendurada e então mantenho-a suspensa num varão dentro da estufa.

Facilmente floresce. Pode fazê-lo em diferentes alturas do ano mas a minha é pontual e o mês de Outubro é quando revela, anualmente, as suas pequenas flores de cerca de 2cm, de pétalas e sépalas de cor creme e o labelo decorado com uma fina franja acastanhada.

Curiosidade

A Coelogyne fimbriata foi descoberta na China por Nathaniel Wallich e levada para Inglaterra por John Damper Parks. Esta espécie foi a primeira Coelogyne a florir na Europa, nos jardins da Horticultural Society, em 1824. Até essa floração, todos os exemplares de Coelogyne vistos e estudados na Europa eram plantas secas, exemplares de herbário.

Em botão.