Este é o primeiro ano que experimentei as Alstroemerias no meu jardim. Digamos que o resultado não foi o esperado. Uma tia minha deu-me uns bocados, de flores de cores diferentes, mas as plantas cresceram e só floriram as vermelhas (na primeira foto). De qualquer maneira as plantas têm um triste aspecto, amareladas e fracas.
As plantas têm uns rizomas carnudos e translúcidos e são da família das Alstroemeriaceae. São originárias da América do Sul, de países como o Chile e Brazil e são muitas vezes conhecidos como Lírios dos Incas ou Lírios Peruanos.
Comprei também alguns rizomas que se vendem em saquinhos, como os bolbos e as plantas estão há meses com 4-5 cm de altura. Não foi, até agora, uma história de sucesso.
Segundo o que li, estas plantas gostam de solos com boa drenagem, gostam de boas regas e de uma boa e constante fertilização. Gostam também de ser plantadas de modo a receberem umas boas horas de sol directo.
Pelo aspecto das minhas talvez tenham tido um solo que não foi adequado e a fertilização insuficiente. Vou, é claro, tentar de novo e verei como será para o próximo ano.
Estas plantas morrem no Inverno, ficando só os rizomas na terra. Se isso não acontecer, devemos ter cuidado com geadas e gelo que podem danificar as plantas.
As fotos abaixo são das Alstroemerias que estavam no Chelsea Flower Show.

My Alstroemerias didn’t come out right. This was the first year that I tried with them but the results are far from what I wanted. From what I read, it might have been due to poor fertilisation or from using an unadequated soil. They like a soil with good drainage. They also like direct sunlight.
They come from south american countries like Chile or Brazil. They are also called Peruvian Lily or Lily of the Incas.
The first photo is one of the few flowers that I got and the following are from the Alstroemerias at the Chelsea Flower Show.