Foi editado já há 2-3 anos em Portugal pela editora Dinalivro, o LÉXICO DAS ORQUÍDEAS, uma tradução do original alemão Lexikon der Orchideen. Primeiro que tudo é de louvar esta edição porque pouco ou nada temos traduzido para a língua portuguesa, salvo obras brasileiras que existem, mas são inexistentes nas nossas livrarias e capazes de gerar confusão por estarmos no hemisfério norte e o Brasil no hemisfério Sul, logo, com estações do ano trocadas..
A edição portuguesa tem a capa dura e 288 páginas. As dimensões são pequenas, de cerca de 15 x 15 cm. Tanto o arranjo como as fotos são de boa qualidade.
Este livro está dividido em cinco partes distintas. A primeira parte, intitulada O Mundo das Orquídeas, é uma boa introdução sobre esse mesmo mundo. Compreender o que é uma orquídea, a sua história, os seus diversificados habitats e também toda a estrutura da planta, as espécies, os híbridos e até a conservação são assuntos muito importantes para quem se quer aventurar no cultivo destas plantas.
Mesmo para quem já tem alguns conhecimentos, é bom ter estes assuntos explicados da forma acessível como está neste livro.
As segunda e terceira partes ocupam a maior parte do livro e são a descrição de várias espécies de orquídeas. Esta descrição agrupa-as em Orquídeas Domésticas e Orquídeas Exóticas. Como domésticas o autor quer dizer orquídeas europeias. Como é natural o autor foca muitas orquídeas que podem ser encontradas na Alemanha, mas muitas delas podem também ser encontradas no nosso país. As exóticas, são muitas outras encontradas pelos outros continentes. Não consigo perceber se houve algum critério de escolha, mas estão muitas espécies representadas. Com a recente mudança em alguns nomes científicos, este livro tem alguns nomes que já não estão actualizados não constituindo, no entanto, um grande problema.
A apresentação de cada planta, apesar de sucinta, está muito completa com informações sobre a família da planta, descrição da mesma, e condições de cultivo.
As duas últimas partes são constituídas por um glossário muito útil de termos utilizados no livro e com os quais os leitores podem não estar familiarizados e no final, um índice das espécies apresentadas. O livro não descreve híbridos.
É portanto um livro que aconselho a todos. Tem boa informação, é de fácil consulta e dá uma noção muito boa deste nosso hobby que é a orquidofilia.