Aqui pelo meu jardim começam a florir em Junho e vão, durante o Verão, aparecendo aqui e aqui apesar da curta duração das suas flores…

É verdade que este Verão, especialmente na primeira semana de Agosto, quando esteve muito quente, sofreram um bocadinho, mas como há sempre mais uma flor que aparece, consegui fotografar as cinco variedades que tenho.

Estas cinco são cultivadas no exterior o ano todo e não tenho tido grandes problemas. Infelizmente a pequenina Sobralia bimaculata após três anos cá em casa, ficou toda queimada e não sobreviveu a uns dias de geada intensa no passado Inverno.

Das variedades que tenho agora, todas estão a ser cultivadas em substrato Siro Orquídea e estão cheias de novos rebentos. Provavelmente terei que as mudar para um vaso maior em breve!

As Sobralia tem várias características que as tornam especiais. São originárias da América Central e do Sul e, são muito fáceis de encontrar tanto nos jardins como na natureza, no mato ou mesmo à beira dos caminhos. Vi-as muito bonitas no Panamá, na Costa Rica e no Equador.

A planta é um pouco diferente das orquídeas que aparecem mais frequentemente, têm uns pseudobolbos finos, mais finos que um lápis, compridos e algumas podem atingir 2 a 3 metros de altura.  A parte superior dos pseudobolbos, digamos do meio para cima, tem bonitas folhas verdes.

As flores aparecem na ponta dos pseudobolbos e têm uma duração muito curta. Algumas espécies só umas horas, outras 2 ou 3 dias.  Tão pouco tempo? É verdade, mas têm também a particularidade de, a maior parte, dar 2 ou 3 flores consecutivas, no mesmo pseudobolbo. Quando uma flor murcha, começa logo a formar-se um novo botão que abre passados uns dias e depois outro. Assim, numa planta grandita, temos sempre várias flores em vários estágios de crescimento.

As flores são muito bonitas. Lembram as Cattleya e existem desde o branco puro até ao rosa escuro, passando pelos amarelos e vários tons diferentes de rosa.

Aqui ficam as minhas. Espero que gostem.

A primeira a florir este ano foi a Sobralia xantholeuca. Muito amarela. Foi a sua primeira floração na minha casa.

Seguiu-se a Sobralia macrantha. Como é a minha maior planta deu várias flores estando mais de um mês florida.

Um híbrido que floriu também pela primeira vez. Um cruzamento entre a Sobralia decora com a Sobralia macrantha ‘Kompact’.

Pensava que não ia ver este ano as Sobralia macrantha alba porque a planta ainda é pequena mas ainda deu uma única flor.

E por fim, outro híbridoque já está comigo há alguns anos, a Sobralia Mirabilis (Sobralia macrantha x Sobralia veitchii). A única que ainda tem uma flor aberta hoje.

Pela primeira vez, tive 5 variedades de Sobralia a florir. Tenho ainda uma Sobralia violacea e uma Sobralia gentry mas são ambas plantas muito pequenas e não sei quando lhe verei as flores. Ficamos à espera!

Apesar de estas espécies e híbridos se adaptarem bem aos nossos Invernos no exterior, nem todas as Sobralia sobrevivem ao frio. Algumas espécies são de clima temperado e podem morrer com os frios e geadas fortes do nosso país. Se tiverem uma Sobralia diferente, têm que pesquisar qual o clima que ela gosta.